Sabe que as suas crenças podem estar a impedi-la de alcançar o seu equilíbrio emocional?

Share Image

Dificilmente duas pessoas que não se conhecem vão ter exatamente o mesmo tipo de pensamento e vão reger-se pelas mesmas crenças. Muitas...

Staging
Staging
Staging
Staging
O website PowerYou Alexandra e Carolina utiliza Cookies de modo a proporcionar-lhe a melhor experiência de navegação e aceder a todas as funcionalidades. Para aceitar a sua utilização carregue em 'OK' e continue a sua navegação. Saiba mais
Sabe que as suas crenças podem estar a impedi-la de alcançar o seu equilíbrio emocional?
Dificilmente duas pessoas que não se conhecem vão ter exatamente o mesmo tipo de pensamento e vão reger-se pelas mesmas crenças. Muitas pessoas adotam um determinado tipo de pensamento (e respetiva ação) nas suas vidas devido ao que lhes foi sendo incutido ao longo da vida. Deixo-vos um exemplo muito prático e que pode para muitos ser completamente irrealista mas que está presente na vida de imensa gente. Muitas pessoas não comem laranjas de noite pois foi-lhes enraizada a crença desde pequenos que comer laranja de noite mata. Isto é uma crença limitativa que leva a que quem acredita na mesma não coma laranjas de noite mesmo que tenha vontade. Este exemplo (verdadeiro) mostra-nos o princípio base das limitações que acreditar em algo pode efetivamente trazer à sua vida. Se não sabe muito bem como funciona esta questão das crenças e como é que as mesmas podem ter um impacto real na sua vida explicamos-lhe tudo de seguida. Crenças: o que são e como podem impactar a sua vida Resumidamente uma crença é um estado psicológico em que: Uma pessoa adota e confia uma proposição ou premissa que para si é verdadeira Uma pessoa tem uma opinião formada sobre determinado tema que só com acompanhamento pode ser desconstruído. A par disso e tal como dissemos anteriormente existem diversas formas de assumirmos crenças na nossa vida. Algumas das mais comuns são: Crenças das pessoas que estão ao nosso redor durante a infância (já que vamos sendo abordados pelas mesmas durante o período de formação e consciencialização sobre nós e o mundo) Crenças de um líder carismático que as vai enraizando na mente das pessoas de forma subtil Através de publicidade que promove novas crenças sobre beleza amor ou sexo através da repetição de mensagens (que podem ou não ser positivas e que têm o intuito de influenciar negativa ou positivamente a forma como se vê ou age) Através de um trauma físico (e neste caso costumam ser traumas fortes e difíceis de superar) Mas é importante frisar o seguinte. Até as pessoas mais conscientes sobre o processo de formação das crenças continuam a agarrar-se firmemente às mesmas deixando-as influenciar as suas vidas. No livro Teoria da Liderança de Anna Rowley encontra-se a seguinte afirmação: Querer que as suas crenças mudem é a prova de que mantém os olhos abertos consegue viver plenamente e aceita tudo o que o mundo e as pessoas ao seu redor lhe podem ensinar. Isso significa que as crenças dos povos devem evoluir de acordo com as aprendizagens que vão sendo realizadas. Crenças e equilíbrio emocional: como se complementam estes pontos? Ainda há pouco tempo falamos sobre o equilíbrio emocional e na dificuldade que a maior parte das mulheres tem em alcançá-lo. Contudo o que muitas mulheres não sabem é que as suas crenças têm efetivamente influência nas suas ações (e reações). Pegando novamente no exemplo da laranja que falámos inicialmente. As pessoas que têm essa crença não comem laranjas de noite pois acham que lhes fará mal à saúde. Agora pense noutro tipo de exemplo que possa efetivamente ter um impacto negativo na sua vida. Imagine que é uma das pessoas que acredita que para ser uma boa mãe tem de estar constantemente com o seu filho e impedir que ele se magoe. Claro está que o nosso trabalho enquanto mães é impedir que os nossos filhos se magoem. Mas não podemos limitar todos os potenciais de aprendizagem só porque temos essa crença e esse medo enraizado em nós. Ao fazê-lo estamos tão somente a criar crianças que não cometem erros não se divertem verdadeiramente e não ganham capacidade ou defesas para se adaptarem às necessidades. E como mães perfeitas que somos tudo o que queremos é que os nossos filhos sejam verdadeiramente felizes. E porque temos a certeza que é isso que deseja para os seus filhos nada melhor do que começar a desconstruir crenças que podem estar a impactar negativamente a felicidade da sua família (e a sua própria felicidade). Acredite que esse é o caminho a seguir para alcançar verdadeiramente a felicidade.
Mais sobre
    Comentários
    Outros artigos
      Não perca as novidades!
      Subscreva a nossa newsletter
      Também lhe pode interessar
      Sem eventos
      Os nossos programas

      Desenvolvemos 3 programas PowerYou focados em 3 áreas de atuação.

        Temos uma oferta para si
        Receba grátis este ebook.
        ebook
        Todos os direitos reservados.
        Alexandra e Carolina, Coaching + Guidance + Inspiration e PowerYou são marcas registadas.
        © PowerYou 2017-2019
        Todos os direitos reservados.
        Alexandra e Carolina, Coaching + Guidance + Inspiration e PowerYou são marcas registadas.
        © PowerYou 2017-2019
        Easypay
        Tem dúvidas?